Vereador Rodrigo Guedes cobra instauração CPI da Águas de Manaus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O vereador Rodrigo Guedes (Republicanos) pressionou os vereadores para aprovar a criação da CPI da Águas de Manaus, o parlamentar é o autor da proposta, junto ao vereador Sassá da Construção Civil (PT). A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi apresentada em agosto de 2021 para investigar a concessionária Águas de Manaus. Porém, a CPI ainda depende de uma assinatura para ser instaurada.

A comissão busca investigar a cobrança de taxa de esgoto sem a prestação de serviços, o reajuste de 24,52%, a ser aplicado de forma escalonada, desde janeiro 2022 até 2036, as interrupções abruptas no fornecimento de água; cobrança de valores sem efetivo consumo; ausência de relatório obrigatório de cumprimento de metas; e falta de abastecimento para as zonas norte e leste da cidade.

Devido a falta de assinaturas, Guedes cobrou mais uma vez, que os vereadores assinem a proposta para que a população tenha respostas sobre o mau serviço oferecido pela concessionária.

“Não podemos deixar que a Águas de Manaus deite e role, fazendo o que bem entende. Vários bairros padecem com a falta de água todos os dias, além do reajuste de 9,8% nas contas de água do consumidor. A concessionária faz o que quer, destrói as ruas da cidade fazendo com que a população tenha prejuízos diariamente. Ninguém faz nada e a Câmara Municipal está às cegas, sem ter respostas para oferecer ao consumidor. Nós precisamos ter uma perícia verdadeira nos serviços oferecidos pela concessionária”, declarou.

O vereador argumentou ainda que o parlamento não pode se omitir de fiscalizar serviços que prejudicam os moradores de Manaus.

“A população gasta um valor absurdo para receber um serviço de péssima qualidade, isso não pode ser deixado de lado. Precisamos fiscalizar! Quero acreditar que a falta de assinaturas não possui ligação com o autor da Comissão, pois nosso trabalho aqui é oferecer serviços dignos à população”, garantiu.