Vale do Javari ganha nova seção eleitoral e indígenas poderão votar pela 1ª vez

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Reportagem: Tawanne Costa

A Terra Indígena do Vale do Javari, na fronteira do Brasil com o Peru, a mil quilômetros de Manaus (AM), passa a contar com um novo local de votação.

A informação é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O novo local de votação fica na Escola Municipal José Rodrigues de Almeida, tem 122 pessoas do eleitorado cadastradas e vai receber votos pela primeira vez nas Eleições Gerais de 2022.

O deslocamento dos indígenas da aldeia Maronal – habitada por 425 integrantes do povo Marubo – para seções em outras aldeias no dia da eleição pode levar horas, o que compromete o exercício do voto, principalmente para as mulheres.

O coordenador dos Povos Indígenas do Vale do Javari-UNIVAJA , Paulo Kenampa, afirma que na aldeia há pessoas que nunca votaram por causa da logística.

Segundo a juíza eleitoral Andréa Medeiros antes da instalação da nova seção, os indígenas precisavam enfrentar jornadas de barco de até seis horas para exercer a cidadania por meio do voto.

O Vale do Javari é a segunda maior terra indígena demarcada do país e abriga diversos povos. A área tem mais de 85 mil km2.