Senador Omar é confirmado para GT de Justiça e Segurança do Governo Lula

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O senador Omar Aziz foi confirmado no grupo técnico (GT) de Justiça e Segurança Pública do governo de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O nome do parlamentar foi oficializado pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin em um evento com a direção do Partido dos Trabalhadores.

Selecionado para o grupo técnico por toda sua experiência como ex-governador e ex-secretário de segurança pública do Amazonas, Omar Aziz irá trabalhar junto a advogados, especialistas em Direitos Humanos, sociólogas e professoras no Gabinete de Transição Governamental. Caberá grupo técnico apontar a composição da pasta da Justiça e Segurança Pública na nova gestão de Lula.

Para o senador, é necessário que todos os grupos de trabalho atuem de maneira integrada no intuito de recuperar o país dos efeitos da negligência com a segurança pública nos últimos quatro anos. “Temos um grupo muito diverso, preparado e com especialistas nas questões que mais precisamos desenvolver nessa temática. Não podemos apenas combater a criminalidade sem oferecer oportunidades para a população”, afirmou Aziz.

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin explicou ainda como os gabinetes devem auxiliar no Gabinete de Transição. “Importante destacar que o grupo de transição é para cumprir esses 45 dias, com o objetivo de levantar dados, não interromper serviços públicos e obras em execução, ter transparência e prever problemas. Essa é a lógica da transição e por isso ela é até regrada por lei. A formação dos ministérios para os próximos quatro anos no momento adequado o presidente Lula irá anunciar”, adiantou Alckmin.

Além de Omar Aziz, foram confirmados para o GT de Justiça e Segurança pública os nomes: Andrei Passos Rodrigues, delegado da Polícia Federal; Camila Nunes, doutora em Sociologia pela USP; Carol Proner, doutora em Direitos Humanos; Cristiano Zanin, advogado; Flavio Dino, ex-governador do Maranhão e senador eleito; Gabriel Sampaio, ex-secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça; Jacqueline Sinhoretto, doutora em Sociologia pela USP; Marcio Elias Rosa, ex-secretário de Justiça de São Paulo; Marco Aurélio Carvalho, advogado; Marivaldo Pereira, advogado; Marta Machado, professora da Fundação Getúlio Vargas; Paulo Teixeira, deputado; Pierpaolo Cruz Bottini, advogado; Sheila Carvalho, advogada Internacional de Direitos Humanos, professora e ativista; Tamires Gomes Sampaio, advogada, mestra em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie; Wadih Damous, advogado, ex-presidente da OAB-RJ e ex-deputado.