Profissionais de enfermagem fazem protesto no centro de Manaus contra suspensão do piso salarial da categoria

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais de saúde realizaram protesto nesta sexta-feira (09), no Centro de Manaus, contra a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender por 60 dias a lei que instituiu o piso salarial da enfermagem.

Os manifestantes iniciaram a passeata de forma pacifica no Largo de São Sebastião e seguiram até a Praça Heliodoro Balbi, a Praça da Polícia. Cartazes, bandeiras do Brasil, balões de encher na cor preta, apitos e nariz de palhaço também foram utilizados por eles no manifesto.

O valor do salário iria para 4.750 reais em todo o país. Segundo o Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (COREN), o ministro atendeu empresas de saúde.

A lei aprovada pelo Congresso que criou o piso salarial dos profissionais de enfermagem, foi votada nesta sexta-feira no STF e permanece suspensa até que sejam analisados os impactos da medida na qualidade dos serviços de saúde e no orçamento de municípios e estados.

Da redação