Profissionais da saúde participam de curso de reanimação neonatal na Moura Tapajoz

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Profissionais médicos e residentes da maternidade Dr. Moura Tapajoz, da Prefeitura de Manaus, no bairro Compensa, na Zona Oeste, iniciaram nessa terça-feira (27), o treinamento prático do novo curso do Programa de Reanimação Neonatal em Sala de Parto da Sociedade Brasileira de Pediatria (PRN-SBP) para recém-nascidos maiores de 34 semanas.

O material apresentado no curso, realizado em parceria com a Sociedade Amazonense de Pediatria (Saped), já segue as novas Diretrizes da Reanimação Neonatal 2022 – que têm como base as recomendações da Aliança Internacional dos Comitês de Ressuscitação – Ilcor (Internacional Liaison Committee on Resuscitation, no original em inglês).

“As atualizações no material do curso são necessárias e feitas a cada cinco anos para atuar como guia para a construção das diretrizes adaptadas para a realidade de cada região, país ou grupo de países”, explicou a médica neonatologista da MMT e coordenadora do PRN no Amazonas, Briza Rocha.

O evento, iniciado na segunda-feira (26), com as aulas teóricas, e que segue até esta quarta-feira (28), também marca a campanha “Setembro Verde Esperança” pela conscientização da asfixia perinatal – que é a terceira causa de morte neonatal no mundo e também a principal causa de lesão neurológica permanente em bebês nascidos a termo. A campanha, idealizada pelo Instituto Protegendo Cérebros Salvando Futuros e realizada em parceria com a SBP, tem como mote este ano a hashtag #EuRespiroaVida, que contextualiza esse momento tão decisivo na hora do parto, sendo crucial para a vida do recém-nascido e de sua família.

Ao todo, 56 profissionais médicos e residentes participam de aulas teóricas e práticas sob a coordenação das neonatologistas Sigrid Rodrigues do Nascimento e Briza Rocha. O conteúdo contempla temas como ventilação com balão e máscara facial, ventilação com máscara laríngea, intubação e ventilação com cânula traqueal, massagem cardíaca e medicações, além de, nessa nova edição, os alunos terem acesso a duas aulas teóricas atualizadas: “Passos iniciais e ventilação com pressão positiva (VPP) com máscara” e “Reanimação avançada”.

“Trabalhamos continuamente a capacitação dos nossos servidores, a fim de garantir uma assistência qualificada aos bebês, o que depende de uma atuação padronizada, sincronizada, e de uma comunicação efetiva entre os profissionais”, destacou a enfermeira obstetra Núbia Pereira da Cruz, diretora da MMT.

De acordo com dados da SBP, no Brasil, dois em cada dez recém-nascidos não choram ao nascer; um em cada dez precisa de VPP; dois em cada cem precisam de intubação traqueal; e um a três recém-nascidos a cada mil precisam de procedimentos de reanimação avançada.

A neonatologista e chefe da Divisão Clínica da MMT, Sigrid Rodrigues do Nascimento, relatou que dados da SBP indicam que a asfixia perinatal é a causa de 30-35% das mortes neonatais, o que representa, em nível global, um milhão de óbitos por ano.

“O treinamento contínuo dos profissionais tem o objetivo de reduzirmos ainda mais a mortalidade precoce associada à asfixia perinatal na Moura Tapajóz. É imprescindível garantirmos um primeiro atendimento apropriado, realizado de forma técnica e com segurança, para a preservação da qualidade de vida do recém-nascido”, avaliou a neonatologista.

No Brasil, a asfixia perinatal é a terceira causa de óbito de crianças abaixo dos 5 anos, atrás da prematuridade e anomalias congênitas.

“Esse curso é focado nos profissionais médicos, mas nosso objetivo é capacitar continuamente todos os profissionais que atuam diretamente no cuidado ao recém-nascido, garantindo que essas pessoas estejam qualificadas para atuar com precisão e rapidez para a redução da mortalidade por asfixia perinatal, bem como diminuição de complicações e situações de emergência durante o nascimento”, concluiu a neonatologista Briza Rocha.

O curso também teve como instrutores os médicos neonatologistas habilitados Paula Célia Dias Menezes, Erika Campelo Loureiro, Andréa Rossana Souza, Alessandra Brandão, Waleska Marcião, Fabiano Pereira e Silva e Nádia Pires.

Da Assessoria