Polícia Civil orienta consumidores para aproveitar Black Friday de forma segura

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

A Black Friday é um evento promocional do comércio com oportunidades para realizar compras com descontos. No entanto, algumas ofertas são enganosas, por isso é bom estar atento. A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) alerta consumidores em relação a golpes comuns nesse período e dá dicas sobre como aproveitar a data de maneira segura. Neste ano, o evento ocorre na sexta-feira (25).

O delegado Eduardo Paixão, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), orienta sobre essa data bastante aguardada pelos consumidores, também adverte sobre o consumo cauteloso, em especial ao público idoso, que é hipervulnerável a fraudes.

“É importante que o consumidor idoso, bem como as demais pessoas, procurem empresas idôneas e que tenham credibilidade no mercado. O comprador deve sempre optar por adquirir os produtos com empresas que tenha Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), ao invés de pessoas físicas”, comentou o delegado.

A autoridade policial recomenda não efetuar pagamento de forma on-line em plataformas digitais, como sites de compra e venda ou em aplicativos desconhecidos.

“É importante que o consumidor busque, durante o período de ofertas, não efetuar compras no cartão de crédito para vendedores independentes que ofereçam seus produtos nas redes sociais com o valor muito abaixo do mercado”, adicionou.

O titular reitera que, após a efetuação do pagamento, o consumidor solicite comprovante da compra ou nota fiscal do objeto vendido para reconhecimento da evidência.

Denúncias e procedimentos

O titular também mencionou quais documentos devem constar no ato da denúncia, que deve ser formal e não por redes sociais.

“É imprescindível possuir o máximo de provas reunidas, por exemplo, vídeos, prints da tela do celular ou do computador, gravações de áudios, conversas com o vendedor e e-mails para efetivação da delação criminosa”, disse.

Para registrar Boletim de Ocorrência (BO), as vítimas devem comparecer à Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), localizada na avenida Desembargador Filismino Soares, bairro Colônia Oliveira Machado, zona sul, com registros do golpe para oficializar o BO.

Da Assessoria