Siga-nos as redes sociais

Novo equipamento permitirá realização de cirurgias torácicas via vídeo na FCecon

Pela primeira vez, as cirurgias torácicas na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), serão realizadas por meio de vídeo mediastinoscópio. O novo equipamento adquirido garantirá maior sensibilidade e segurança durante as cirurgias, além de permitir a visualização de lesões menores e biópsias com maior segurança. Ao mês, são realizadas oito cirurgias torácicas pela unidade hospitalar.

O treinamento com a equipe multidisciplinar de cirurgia torácica para o manuseio do equipamento ocorreu no dia 12 de agosto, e contou com a presença de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, dentre outros profissionais.

O aparelho foi comprado pelo valor de R$ 503.810,07, por meio de um convênio federal, que, desde 2011, tramitava no Fundo Nacional de Saúde (FNS), dirigido à FCecon. “Foi um trabalho incansável de nossa equipe administrativa e financeira para que conseguíssemos ter êxito e não perder este orçamento federal. O equipamento foi licitado e entregue para uso aos pacientes da cirurgia oncológica da FCecon”, disse a enfermeira Nilda Maria da Silva, diretora administrativo-financeira da FCecon.

Segundo o médico especialista em cirurgia torácica da FCecon, André Luiz de Almeida, na região no meio do tórax fica o mediastino, que é o espaço existente entre os pulmões. Com o equipamento, será possível visualizar, por meio de vídeo, as lesões primárias do mediastino e doenças metastáticas, que ocorrem quando o câncer se espalhou para outros órgãos.

“O vídeo mediastinoscópio permitirá fazer fotos e gravar vídeos durante a cirurgia. A imagem gerada da região torácica, de dois ou três milímetros, será ampliada por meio do vídeo, permitindo que o outro cirurgião torácico também visualize a imagem. Assim, será possível o diagnóstico e o grau de estadiamento do câncer mais preciso”, frisa o médico especialista.

Segurança

É uma segurança futura, pontua o médico especialista, pois ao final da cirurgia os procedimentos são anotados, mas não se tinha como comprovar as informações. Com o equipamento, ele assinala, os especialistas poderão fazer fotos e vídeos para comprovar o que foi descrito.

As cirurgias torácicas na Fundação Cecon eram feitas em visão direta pelo orifício que dá acesso à cavidade torácica, em uma área extremamente sensível que é o mediastino, o que impunha limites ao médico.

Ultrassom

Além do vídeo mediastinoscópio, o Centro Cirúrgico da Fundação Cecon conta com um novo aparelho de ultrassonografia desde este mês de agosto. O equipamento foi adquirido pelo valor de R$ 160.341,00, via emenda parlamentar.

Desde 2020, o Centro Cirúrgico da FCecon tem novos focos e mesas cirúrgicos, além de carros de anestesia novos. Segundo a gerente do Centro Cirúrgico da instituição, enfermeira Graça Gondim, foi possível fazer a troca de equipamentos permanentes para o setor que já tinham 20 anos de uso, modernizando todo o serviço.

“Os novos equipamentos vieram beneficiar não só aos profissionais facilitando uma melhor assistência ao paciente, proporcionando mais segurança e melhores resultados durante os procedimentos a serem realizados”, explica Gondim.

Cirurgias

De janeiro a julho de 2022, a FCecon já realizou 1.425 cirurgias oncológicas de grande, médio e pequeno porte.

O Centro Cirúrgico conta com nove salas cirúrgicas e oferece 16 especialidades cirúrgicas: cirurgia oncológica abdominal, cirurgia oncológica pélvica, oncoginecologia, cirurgia oncológica de partes moles, ortopedia, urologia, cirurgia torácica, neurocirurgia, ginecologia, oncomastologia, cirurgia de cabeça e pescoço, cirurgia vascular, plástica, cirurgia pediátrica, oftalmologia e dermatologia.