Por Victor Litaiff

O comportamento de alguns motoristas do transporte coletivo alternativo, mais conhecido como “amarelinhos”, preocupa motoristas e pedestres e leva risco à população de Manaus.

A reclamação é constante dos usuários do transporte público da capital, inúmeros vídeos que rodam nas redes sociais mostram alguns casos envolvendo a categoria, desde registro de alta velocidade a brigas no trânsito.

A dona de Casa Maria Santa foi uma das vítimas da direção perigosa e falta de respeito de um motorista do amarelinho, na tarde de terça-feira (27) quando ela descia do transporte na Av. Grande Circular.

A filha dela, a industriária Francimari Alves, relata que a mãe foi descer do amarelinho e o motorista arrancou, causando um acidente quase fatal. (Ouça)

O designer Hudson Azevedo, morador da zona leste da cidade, relata que seu veículo já foi atingindo duas vezes por amarelinhos, que quebraram o retrovisor e fugiram do local. (Ouça)

O vice-presidente de transporte do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) Alexandre Frederico, orienta a como fazer a denúncia quando o usuário for lesado. (Ouça)

De acordo com dados do IMMU, Manaus registrou uma redução de 28% no número de acidentes de trânsito fatais em janeiro de 2024, em comparação ao mesmo mês de 2023.

Apesar da queda dos números, o usuário do transporte coletivo deve ficar atento para os canais de denúncia, lembrando que é fundamental caso ocorra algum incidente com qualquer tipo de transporte coletivo, anotar o número do ônibus, executivo ou amarelinho que fica na lateral e traseira do veículo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *