Siga-nos as redes sociais

Siga-nos nas redes sociais

Justiça determina retomada da retirada dos flutuantes do Tarumã, em Manaus

A Justiça do Amazonas determina a retomada do plano de retirada dos flutuantes da área do Tarumã.

O juiz Moacir Pereira Batista, titular da Vara Especializado do Meio Ambiente (Vema), da Comarca de Manaus, acolheu recurso interposto pelo Ministério Público do Estado do Amazonas.

Ele reformou decisão proferida nos autos da Ação Civil Pública, no último mês de março, e determinou o restabelecimento do plano de retirada e desmonte dos flutuantes da área do Tarumã, mantendo a retirada dos flutuantes-moradias para a última etapa do cronograma.

A decisão contra a qual o MP-AM interpôs recurso foi proferida em pelo juiz Glen Hudson Paulain Machado. Na ocasião, o juiz Glen atendeu parcialmente o pedido de suspensão integral da retirada dos flutuantes, feito pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE/AM).

Da redação.