Siga-nos as redes sociais

Siga-nos nas redes sociais

Homens são principais vítimas de crescentes acidentes de moto em Manaus

Reportagem: Eros de Sousa

O número de mortes envolvendo motocicletas aumentou 32% nos últimos 4 anos em Manaus.

Em 2019, foram registradas 186 mortes; em 2023, o número subiu para 249. Os dados são da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS).

O Instituto Municipal de Mobilidade Urbana divulgou que, nos primeiros quatro meses deste ano, ocorreram 49 mortes no trânsito envolvendo motociclistas em Manaus.

Os dados mostram que a moto é o veículo mais vulnerável para quem dirige na capital, já que representa 52% dos óbitos envolvendo veículos terrestres nos últimos quatro anos.

O especialista em Transporte e Trânsito, Manoel Paiva, explica que esse aumento mostra uma ausência de políticas destinadas à segurança no trânsito: (Ouça)

O presidente do sindicato dos mototaxistas, Rodinei Ramos, atribuiu esses números ao crescimento de motoristas de aplicativos, que, segundo ele, exigem pouca capacitação dos motociclistas: (Ouça)

Outra informação importante é que o maior número de óbitos ocorre nos finais de semana, com o pico de registro no domingo. Isso mostra a influência de fatores comportamentais, como aumento do lazer e do consumo de álcool.

O especialista em Transporte e Trânsito, Manoel Paiva, diz que medidas pontuais são necessárias, como a melhoria nas fiscalizações nas vias e no transporte público de Manaus: (Ouça)

Mas não foram apenas as mortes que aumentaram; o número absoluto de internações subiu 81%, com mais de 800 casos em 2019 para quase 1.500 em 2023.

A pesquisa também mostra que 86% das vítimas eram pessoas do sexo masculino.