Futebol é ferramenta de educação para meninas no interior do Ceará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

A educação é a grande bandeira da Escolinha de Futebol Menina Olímpica. O projeto, criado em abril deste ano pela Associação Menina Olímpica (AMO), possui núcleos nos municípios de Maracanaú e Caucaia, no Ceará, e promove uma série de ações para incentivar meninas de 5 a 17 anos a se dedicarem aos estudos. Atualmente, o projeto atende 144 alunas de escolas públicas.

Em campo, além do desenvolvimento de habilidades técnicas e coordenação motora, as atletas mirins aprendem valores importantes como determinação, disciplina, respeito e trabalho em equipe.
 
“As meninas são em sua maioria iniciantes, nunca tinham participado de nenhuma atividade visando o desenvolvimento técnico. Também estamos trabalhando com exercícios lúdicos, para reforçar a interação, o senso de equipe e o interesse pelos estudos”, explica o presidente da AMO, Chagas Ferreira. “É notório o aumento da autoestima das alunas e até de seus familiares. Temos depoimentos de mães falando da melhora das notas escolares das meninas e seu desenvolvimento em sala de aula”, acrescenta. 
 
Recentemente, as jovens receberam a visita de um dos grandes nomes do triathlon: Juraci Moreira. Com três Olimpíadas no currículo, o ex-atleta foi ver de perto a evolução das alunas do projeto. 
 
“O que eu mais gosto de ver, nessas visitas, é a evolução individual das alunas e o desenvolvimento do grupo. É muito bom observar meninas que chegaram sem saber nada e adquirirem novas habilidades a cada dia, ver o quanto melhorou a socialização das crianças e os laços de amizade que vão se formando”, destacou o padrinho.
 
A Sumitomo Chemical é uma das patrocinadoras da Escolinha de Futebol Menina Olímpica. A companhia acredita no fomento da prática esportiva entre as mulheres, na formação e inclusão de pessoas de baixa renda por meio do esporte, além da equidade de gênero, incentivando a habilidade feminina em esportes antes dominados por homens.

“Em um momento que se fala tanto de protagonismo feminino, enxergamos nesta iniciativa uma excelente oportunidade para essas meninas, porque aliado à dedicação ao futebol, outros valores importantes também são estimulados”, pontua Andrea Oliveira, diretora de RH da Sumitomo Chemical. 
 
O projeto tem execução da Associação Menina Olímpica e captação da BG Soluções Sociais. Outros patrocinadores são Dass, DSM, Osasuna, Máquina Agrícola, Durametal, Hope, Kolosh e Delfa.

Da Assessoria