Fametro vai expandir para mais cinco estados fora do Amazonas até 2023

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Após cruzar as fronteiras do Amazonas para Santarém, no Pará, e Boa Vista, em Roraima, o grupo educacional Fametro vai expandir para mais cinco estados. A previsão é que as unidades estejam funcionando até o fim de 2023. O projeto de expansão do grupo terá um investimento de mais de R$ 30 milhões.

Com quatro unidades em Manaus, seis unidades próprias e 24 polos parceiros no interior do Amazonas e no Norte do país, o Centro Universitário Fametro  iniciou, em 2019, mais um projeto de expansão.

Em 2020, o Grupo Fametro adquiriu o Colégio Objetivo, em Boa Vista. O local já opera como um polo da Fametro e, em breve, vai oferecer cursos presenciais.

Em 2021, a Fametro alcançou Santarém, no oeste do Pará, e está no processo de implementar cursos. Em 2022, ano em que completa 20 anos, no dia 13 de setembro, o grupo já iniciou os processos para alcançar mais cinco cidades fora do Amazonas, nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

O diretor administrativo do Grupo Fametro, Wellington Jr., ressalta que a Fametro também continua a avançar projetos de expansão tanto fora do estado como no interior do Amazonas, com a reforma e ampliação de unidades em Tefé, Tabatinga e Parintins, a fim de atender mais alunos.

“O nosso diretor presidente, Wellington Lins, sempre teve em mente transformar a Fametro em um grupo de relevância nacional, sendo genuinamente amazonense”, afirma.

O diretor administrativo admite que é uma longa jornada, mas reitera que a Fametro já se consolidou no Amazonas e mostra que é possível competir nacionalmente. “Com trabalho, com o empenho que mostramos nestes 20 anos, respeitando cada passo, vamos continuar crescendo”, analisa Wellington Jr.

Projeto de expansão

De acordo com o diretor de expansão e Educação a Distância (EAD) da Fametro, Iyad Amado, as duas décadas de expertise da Fametro e um time competente permitem que a instituição consiga alcançar novos territórios.

“São processos que já estão bem adiantados, com contratos já estabelecidos para os locais das unidades”, revela. “É um processo feito com muito estudo, planejamento e responsabilidade. A Fametro está sendo pioneira em sair do norte e tem potencial para competir e transformar a vida das pessoas”, declara o diretor.

Para o projeto de expansão, Iyad Amado explica que o grupo estudou a concorrência e também pensou em posicionamento estratégico para o território nacional.

“Vamos entrar mercados fortes e competitivos que são estratégicos para a marca. Estudamos o potencial de cada cidade, as lacunas de oportunidade e os nossos diferenciais em relação à concorrência, o que eles deixaram de fazer e onde podemos crescer”, detalha.

Pontos fortes

Entre os pontos fortes da Fametro para competir em território nacional, o diretor de expansão e EAD destaca a própria história da instituição e a responsabilidade com a qualidade de ensino.

“Tudo que fez a Fametro chegar até aqui, conta como um ponto forte”, diz Amado. “A qualidade de ensino é um grande destaque nosso. Percebemos, em nossas pesquisas, que muitas instituições deixam isso como secundário. E nós temos certeza que a qualidade é o único caminho”.

Ainda de acordo com Iyad Amado, foi observado que instituições da concorrência não estão conseguindo formar profissionais que atendam às necessidades do mercado, outro ponto em que a Fametro se destaca. 

“Eles não estão saindo com as competências e habilidades que o mercado precisa e nós fazemos isso, porque olhamos para o mercado, nos atualizamos. Não entregamos apenas um diploma, mas entregamos para o aluno a oportunidade de crescer, de ser bem-sucedido na vida profissional”, argumenta.

Nas cinco cidades que a Fametro terá uma faculdade, foram observados pontos onde a instituição pode crescer mesmo com uma concorrência acirrada, segundo o diretor de expansão e EAD.

“Agora a questão é chegar lá e mostrar quem é a Fametro, nossos diferenciais e de fato colocar em prática o que fez a instituição chegar a 32 mil alunos sendo amazonense e competindo com grandes grupos que atuam no estado”, declara Iyad Amado.

Fametro

A Fametro é nota 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), índice considerado de excelência. A avaliação é feita pelo Ministério da Educação (MEC) e sintetiza, em um único indicador, a qualidade de todos os cursos de graduação e pós- graduação da instituição de ensino. As notas vão de 1 a 5.

Completando 20 anos de atuação no segmento, em setembro de 2022, é um dos maiores grupos educacionais da região Norte.

A instituição está presente em Manaus, Parintins, Itacoatiara, Tabatinga, Tefé, Coari e Manacapuru, no Amazonas, além de atuar em Santarém, no Pará, e Boa Vista, em Roraima.

A instituição oferece 45 cursos de graduação nas modalidades presencial, Educação a Distância (EAD) e semipresencial e 70 cursos de pós-graduação.

.