Em mais uma decisão, Justiça do AM mantém novos validadores nos ônibus de Manaus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, Domingos Chalub, atendeu ao pedido da Prefeitura e derrubou a decisão que ordenava o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) a retirar os novos 1.370 validadores instalados em ônibus e terminais de Manaus.

(Foto: Divulgação/Sinetram)

De acordo com o documento, a decisão que havia sido concedida pela juíza Maria Eunice Torres do Nascimento, causa “grave lesão à ordem pública”.

O pedido de retirada dos novos validadores tinha sido feito pela empresa Meson Amazônia Indústria e Comércio de Produtos Eletrônicos, responsável por gerenciar o programa do sistema de bilhetagem eletrônica do transporte coletivo de Manaus desde 2013.

A Prefeitura de Manaus disse, em nota, que caso os validadores voltassem a supervisão do Meson, só iria tornar o problema maior para as partes e para a população.

Nos primeiros dias dos novos validadores nos ônibus de Manaus, usuários do transporte coletivo relataram que o sistema apresentava falhas, tanto no procedimento de recarga como na hora de passar o cartão nas catracas dos ônibus fazendo a população pagar também outra passagem.

Da redação