Siga-nos as redes sociais

Siga-nos nas redes sociais

Em depoimento à polícia, personal de Djidja alega ter sido injetado com cetamina sem consentimento

O homem que aplicava treinos de musculação à família de Djidja Cardoso presta depoimento a polícia. Hatus Silveira disse que em uma das ocasiões, Dijdia Cardoso injetou nele a droga cetamina sem consentimento. Ele compareceu ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) nessa terça-feira (04).

Hatus relatou que a aplicação da droga se deu no momento em que conversava com o irmão de Dijdia, Ademar Cardoso. A dose teria sido injeta pela ex-sinhazinha do Boi Garantido.

De acordo com o Personal, depois do ocorrido, ele decidiu se afastar da família, por entender que eles estavam protegendo o uso da droga:

Ainda nessa terça-feira, a Associação dos Profissionais de Educação Física e Atividade Motora afirmou que Hatus não possui formação em Educação Física, requisito indispensável para o exercício da profissão de personal trainer.

Em um perfil na internet, o homem diz que é “Coach Body Building”.

Dijdia Cardoso foi achada morta na própria casa no dia 28 de maio. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) aponta que morte da empresária e ex-sinhazinha do Boi garantido Festival, foi causada por edema cerebral.

A principal hipótese é de que Djidja teria sofrido uma overdose, de Cetamina.

A mãe da ex-sinhazinha, a empresária Cleusimar Cardoso Rodrigues e o filho Ademar Farias Cardoso Neto estão presos acusados de criaram uma seita ao redor da droga.

Da redação.