Siga-nos as redes sociais

Educadores participam de capacitação em Segurança Emocional e Saúde Mental

Em contagem regressiva para o início do ano letivo, toda equipe pedagógica do Pinocchio Centro Educacional e do Colégio Martha Falcão participou de uma capacitação voltada para a Segurança Emocional e Saúde Mental. As instituições acreditam que a relação de acolhimento dos educadores com os alunos merece atenção, pois contribui para o desenvolvimento socioemocional das crianças.

A diretora das instituições, Nelly Falcão de Souza, destaca que o ambiente escolar tem um papel fundamental na saúde emocional dos pequenos e isso ficou ainda mais evidente durante a pandemia da Covid-19. “As crianças foram muito impactadas com a falta de interação física com os professores e os colegas e as experiências que apenas a escola pode proporcionar”, comentou.

Nelly defende que, para que as crianças se tornem adultos com saúde emocional, é necessário cuidado na relação construída com elas hoje. “Por isso, tanto o Pinocchio quanto o Martha Falcão estão sempre em busca de metodologias, projetos e iniciativas que apoiem e favoreçam esse aprendizado emocional”, salientou.

O evento teve como palestrantes as especialistas Heloisa Borges e Karin Vianna, da Humus Desenvolvendo Educadores de Sucesso, empresa paulista que atua há cerca de 30 anos na área de consultoria educacional. Elas vieram a Manaus exclusivamente para a formação dos educadores do Pinocchio e Colégio Martha Falcão. 

Heloisa Borges, que é especialista em Segurança Emocional, afirma que os educadores tiveram a oportunidade de conhecer ferramentas de qualidade de vida e positividade que permitem que eles tenham autocuidado e se sintam fortalecidos. “Com isso, também podem ajudar os seus alunos a desenvolverem as suas competências socioemocionais”, explica.

Para a pedagoga Karin Vianna, por meio deste autodesenvolvimento, o professor consegue ter um olhar mais acolhedor e sensível ao aluno, principalmente neste período de volta às aulas, um momento muito importante, que gera ansiedade e expectativas nas crianças. 

Além da retomada da rotina, para algumas crianças, esse momento pode ser ainda mais impactante, caso, por exemplo, vá iniciar em uma escola nova, com outras regras, e diferentes professores e colegas de turma. 

“A capacitação deu ferramentas que irão contribuir para que o educador consiga criar um ambiente ainda mais harmonioso para os seus alunos”, afirma Karin.

Da Assessoria