Dia Mundial do Ecoturismo: Amazonastur destaca iniciativas de turismo aliado ao meio ambiente

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Unir natureza, preservação e turismo tem sido uma atividade atrativa para o Amazonas. Neste Dia Mundial do Turismo Ecológico (1º), o Governo do Amazonas e a Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) destacam as principais iniciativas do segmento.

O grande potencial para o turismo ecológico ou ecoturismo no Amazonas, é evidente. De acordo com o presidente da Amazonastur, Gustavo Sampaio, as atividades têm em seus principais pilares a conservação dos recursos naturais e culturais. O Amazonas, inclusive, dispõe de 42 Unidades de Conservação Estaduais, sendo 16 Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS).

”O ecoturismo gera benefícios para as comunidades que recebem os turistas e promovem a educação ambiental. Sempre preservando o que temos de mais precioso, a Floresta Amazônica e o nosso povo”, relatou.

Responsável pelo setor de bioturismo da agência Eco Sight, Patrick Reynolds, é biólogo por formação e aplica seus conhecimentos aliados ao turismo.

“O turismo ecológico é muito importante como potencial econômico de uma região e sua sustentabilidade, ao mesmo tempo em que conscientiza sobre a proteção e conservação do meio ambiente”, pontuou o biólogo.

Vivenciar e se conectar à Amazônia é o grande atrativo deste tipo de atividade, segundo Patrick. “O turismo ecológico envolve trazer pessoas de diversos lugares para um ambiente diferente e único, tanto por sua natureza como também pela cultura. É lindo ver o sorriso no rosto dos turistas ao experimentar a incrível beleza da Amazônia e a hospitalidade do seu povo”, complementou.

Opções de ecoturismo

Os passeios da Eco Sight incluem o city-tour ecológico, cruzeiro pelo arquipélago de Anavilhanas, caminhada na floresta e visita a comunidades indígenas, além da visita à casa do caboclo, onde o visitante pode conhecer hábitos e costumes da família cabocla.

Além disso, a empresa trabalha a conscientização do turista para não jogar lixo nos rios e trilhas, respeitar os costumes e culturas das comunidades e não alimentar os animais.

A Amazonastur trabalha a campanha permanente “Não toque, observe”, que busca conscientizar sobre ações que envolvam animais silvestres. O órgão orienta turistas a não segurar animais para fotos, jamais perseguir ou alimentar. E que o visitante, ao realizar passeios, certifique-se que a empresa esteja regularizada com órgãos competentes e que os locais visitados não lidem com o manejo ilegal de animais silvestres.

Consciência ambiental

Por definição, ecoturismo é um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentivando sua conservação e a formação de uma consciência ambientalista, conforme aponta o Ministério do Turismo, na segunda edição da cartilha “Ecoturismo: Orientações Básicas”.

Da Assessoria