Deputados estaduais mais jovens têm buscado espaço na Assembleia Legislativa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Reportagem: Cindy Lopes

Você lembra em quem votou na última eleição para deputado estadual? O Amazonas elege 24 deputados estaduais que vão representar o povo na esfera estadual na Assembleia Legislativa (ALEAM).

No pleito de 2018, entre os candidatos escolhidos para o cargo, 13 eram nomes novos, os outros 11 conseguiram se reeleger.

Naquele ano, os candidatos mais votados tinham entre 40 e 50 anos, 70% eram casados e 67% possuiam ensino superior, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em 2014, a faixa etária média dos que mais receberam votos era de 45 a 59 anos, 92% homens e 71% tinham ensino superior. Na eleição de 2010, a maioria dos votos foi em candidatos com idade entre 40 e 59 anos.

Sobre gênero, atualmente, a proporção de mulheres na Aleam ainda é bem inferior à de homens. A participação feminina foi de duas, em 2010, uma em 2014 e 4 em 2018. Inclusive, uma mulher foi a candidata mais votada no último pleito.

A corrida de 2018 também foi marcada pela eleição de políticos mais jovens. 6 deles tinham entre 26 e 34 anos.

Agora, voltando ao início dessa reportagem, algumas pessoas acabam votando no candidato a deputado estadual sem sequer conhecer quem ele é. Automaticamente, não aconpanham o político depois de eleito – que é um grande problema, explica a professora de Direito Público, Sabrina Durigon.

Para o pleito de 2022, 19 deputados estaduais buscam a reeleição entre os 430 candidatos a assumirem uma cadeira na Assembleia Legislativa do Amazonas.