Siga-nos as redes sociais

Queiroga defende não obrigatoriedade, mas pede que pais vacinem filhos

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou de um evento sobre vacinação infantil contra a Covid-19, em Maceió (AL). Durante o ato, o chefe da Pasta afirmou que até o dia 15 de fevereiro, o ministério vai distribuir vacinas com quantidades suficientes para aplicar a primeira dose em todas as crianças com idade entre 5 e 11 anos no país.

Queiroga também defendeu a não obrigatoriedade da vacinação de crianças com essa faixa etária, mas pediu que os pais levem os filhos para vacinar. 

“Qual país obrigou as crianças a se vacinarem? Nenhum. O povo brasileiro tem uma grande adesão à vacina. Busquem as vacinas. As vacinas estão aí! Vamos disponibilizar as vacinas para os pais e eu exorto a cada pai e cada mãe que levem seus filhos para a sala de vacinação”, disse.

Números da vacinação 

Na última terça-feira (8) o ministro disse que 55 dias após a aprovação da primeira vacina infantil contra a Covid-19 o percentual de crianças de 5 a 11 anos, que tomaram a primeira dose do imunizante, não passava de 15%.

Dados do Ministério da Saúde revelam que cerca de 55 milhões de brasileiros em condições de tomar a dose de reforço ainda não o fizeram. Até o momento, 45,8 milhões de pessoas já tiveram essa dose adicional aplicada.

Fonte: Brasil 61