Siga-nos as redes sociais

Siga-nos nas redes sociais

Corpo do ex-governador Amazonino Mendes recebe honras militares na despedida

As últimas homenagens para o ex-governador Amazonino Mendes começaram às 9h30 do sábado (18), com uma cerimônia religiosa que foi reservada para a família, amigos do político e autoridades, no Teatro Amazonas, Centro, zona centro-sul de Manaus. 

Em seguida, o caixão deixou o teatro e recebeu honras militares do lado externo. Para tentar chegar mais perto, admiradores do ex-governador chegaram cedo no Largo de São Sebastião. Clarice Souza, de 63 anos, saiu do bairro Novo Israel, na zona Norte, para o último adeus.

“Ele foi uma pessoa maravilhosa, foi guerreiro e vai ser guerreiro até lá no céu. Era humilde, uma excelente pessoa” disse dona Clarice. 

O caminhão do Corpo de Bombeiros, que trasladou o caixão, deixou o Teatro Amazonas por volta das 10h da manhã e percorreu pontos simbólicos da cidade. 

O cortejo seguiu pelo bairro da Cachoeirinha, zona Sul, passando pelo Palácio da Justiça. Na Universidade Estadual do Amazonas (UEA), servidores aguardavam em frente à instituição a chegada do corpo de Amazonino no carro do Corpo de Bombeiros, seguindo para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto e a sede do Governo do Estado, na Avenida Brasil.

O cortejo seguiu para a solenidade de cremação, no bairro Tarumã, na zona Oeste de Manaus, onde ocorreu uma cerimônia reservada para a família. 

Despedidas 

Durante o velório, mais de seis mil pessoas foram se despedir do político. As cerimônias aconteceram durante três dias no hall principal de entrada do Teatro Amazonas.

O governador Wilson Lima esteve presente no funeral, juntamente com o vice-governador Tadeu de Souza, prestando condolências aos familiares e amigos do ex-governador do Estado.

Também estiveram presentes o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Roberto Cidade, prefeito de Manaus, David Almeida, presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Érico Desterro, entre outras autoridades.

Trajetória política 

Natural do município de Eirunepé (distante 1.160 quilômetros de Manaus), Amazonino Mendes tinha 83 anos de idade. Em sua longa carreira política foi Senador da República, prefeito de Manaus por três mandatos e quatro vezes governador do Estado. O político amazonense faleceu no domingo (12), vítima de complicações de saúde, em São Paulo, onde estava internado.