Siga-nos as redes sociais

Siga-nos nas redes sociais

Caso da babá agredida e advogado baleado na Ponta Negra tem novas testemunhas ouvidas pela Justiça do Amazonas

A Justiça do Amazonas vai ouvir no dia 11 de março mais três testemunhas no caso da babá agredida e do advogado baleado no estacionamento de um condomínio na Ponta Negra, zona oeste de Manaus.

A audiência de instrução da Ação Penal tem como réus Jussana de Oliveira Machado e policial civil Raimundo Nonato Monteiro.

Ambos são acusados dos crimes de tentativa de homicídio qualificado e tortura contra o advogado Ygor de Menezes Colares e a babá dele, Cláudia Gonzaga de Lima.

Nessa terça-feira (20), a Justiça ouviu quatro testemunhas, sendo uma de defesa e três apontadas pela defesa e pelo Ministério Público (acusação).

Os dois réus acompanharam a audiência presencialmente, no Fórum de Justiça Ministro Henoch Reis.

A Audiência do caso teve início no dia 31 de outubro do ano passado, quando foram ouvidas as vítimas.

Devido ao elevado número de testemunhas, a audiência de instrução foi suspensa e a continuação ocorreu no dia 23 de novembro, quando foram ouvidas quatro pessoas.

Da redação.