Casa das Artes reabre com exposições inéditas e entrada gratuita para o público

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

A Casa das Artes, espaço referência por diversas produções artísticas em Manaus, reabriu as portas na quinta-feira (15) para o público, com quatro exposições que ficarão em cartaz por até três meses. Com entrada gratuita, o espaço administrado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa retorna para enriquecer a cena cultural no Centro Histórico de Manaus.

Após três meses de portas fechadas para manutenção, a Casa das Artes retoma as exposições artísticas. O curador do espaço cultural, Cristóvão Coutinho, falou sobre a importância do retorno, não só para os artistas que expõem seus trabalhos, mas para o público que consome arte e ansiava pelo retorno do espaço.

“O Largo [de São Sebastião] tem a característica de ser um centro cultural a céu aberto, aqui a gente encontra o Teatro [Amazonas], o próprio Largo. A gente tem aqui a Casa das Artes, a Galeria do Largo, tem sorveteria, bar, restaurante. É um espaço que é acolhedor, porque proporciona às pessoas irem para um local em que elas podem ter várias atividades. E de certa forma é um conhecimento, uma oportunidade de dar vazão a uma produção dos artistas da cidade”, afirmou Coutinho.

O espaço reúne quatro salas, e cada uma conta com uma exposição que retrata temáticas cotidianas do Amazonas, além de percepções artísticas da cena cultural de Manaus.

Estão em cartaz as exposições: “Manaós Contemporânea – Arte com Sal”; “Imersão entre linhas Ancestrais Urbanas”; “Fanart”; e “Ruptura”, sendo esta última uma exposição exclusivamente destinada a obras de alunos do curso de Técnicas e Processos em Artes, do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

Primeira exposição

O estudante Lucas Machado, de 21 anos, estuda no Liceu do município de Parintins, e teve sua obra de arte exposta pela primeira vez. Ele falou da importância do incentivo a jovens artistas e da abertura de espaços como a Casa das Artes.

“Eu fiquei muito nervoso, porque a exposição é mais para o seu trabalho, vai a sua ideia, a sua opinião em forma de arte. Fiquei surpreso, nervoso, ansioso, mas fiquei feliz. Estou satisfeito também, e é muito bom para mim, é uma oportunidade de começar uma nova carreira, sabe?”, destacou o estudante.

A Casa das Artes funciona de terça-feira a domingo, das 15h às 20h, com entrada gratuita e aberta ao público em geral.

Da Assessoria